Exercício de tolerância

Outro dia eu estava no meio de um engarrafamento quilométrico. Estava tensa, com pouca gasolina e o próximo posto estava bem longe, o que aumentava mais meu nível de stress. Ficava alternando entre subir e descer de vidros (a cada proximidade de elemento sinistro) e acionando o esguicho de parabrisas tentando driblar cada limpador que se aproximava. O trânsito fluia a passos de bactéria. Eu tava irritada, com fome e calor. Se eu ligasse o ar condicionado o cheiro da gasolina que movia o carro ia embora. Eu tinha mandado lavar o carro um dia anterior, tirei tudo que havia dentro, assim, estava sem as minhas músicas e tudo que eu podia escutar era A Voz do Brasil. Aquilo tudo tava super divertido, urrúl. Ao mesmo tempo, eu olhava a galera no bonde, o povo da bike, a parada lotada, os pedintes flagelados e pensava no quanto eu era uma mesquinha idiota e reclamava à toa da vida, foda-se o trânsito, e as crianças da África? Bom, esse é um exercício diário de tolerância que venho tentando praticar. Na verdade, tudo que eu sinto vontade é de ter um daqueles Monster Truck e passar por cima de tudo e de todos. Mas não dá pra ser assim.

Existe uma pessoa que tem sido a minha cruz nesse exercício de tolerância. É uma pessoa que fala muito alto, só isso, já seria suficiente. Além disso, é uma pessoa extremamente tosca, em todos os sentidos: no jeito de falar, de vestir, andar, viver, respirar, existir. Todas as vezes que eu preciso conviver com esta criatura eu tento vários artifícios: entoar um mantra, respirar fundo, mentalizar as coisas boas da vida… às vezes penso “ao menos enquanto convivo com este ser desagradável eu posso lembrar que meus ouvidos funcionam bem, que posso enxergar, caminhar, que tenho emprego, família… dentre outras bençãos de Deus…”.  Esse tem sido outro capítulo da lição de tolerância que tenho tentado cumprir. Mas às vezes me dá vontade de explodir tudo, gritar na cara, chutar a canela e berrar “TU ÉS MUUUITO TOSCA”. Mas aí eu lembro que posso ignorar tudo… entoar meu mantra novamente… GRHHH sabe, nos dias de bom humor eu tento me comunicar, ao menos nesses dias eu sinto que, talvez, eu seja uma pessoa boa de coração.

Eu tenho andado cada vez mais intolerante. Principalmente com vagabundos. Me dá muita raiva ver pessoas sem fazer absolutamente nada na vida. Aqueles estudantes que pedem no sinal, todos fortes e viris, por que não vão trabalhar?! Aquelas pessoas que ficam sentadas em frente de sua casa só reparando na vida dos outros. Me dá ódio ver aquela velharada ociosa que não arruma uma atividade sequer, uma hidroginástica, marcenaria, varrer uma calçada, escrever suas memórias, curtir uma novela que seja. Deus me livre ficar assim na velhice. Odeio os jovens idiotas vagabundos imbecis e ordinários sustentados que vivem pra farrear e acordar tarde e não fazem nada pra ganhar a vida. Me dá muita raiva esse pessoal que vive de golpe, de roubo e ainda ostenta por aí com viagens, carros, etc. Que saco.

Ai, ai… preciso vencer essas intolerâncias… auuummmm… respire fundo, respire fundo…

Anúncios

Publicado em 20/09/2011, em Desabafos. Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. Willian Lemos

    Oi Daniella ou “Dani” se é que posso te chamar assim rs. Engraçado estava lendo seu blog e achei interessantíssimo, nesse post especificamente me identifiquei muito porque apesar da distância, acredito que você more na região norte, vivemos e pensamos de forma muito semelhante. Aqui em São Paulo temos um contingente enorme de desocupados que literalmente “avacalham” com a nossa paciência hahaa, por fim aprendi uma lição, nesses momentos o melhor mesmo é entoar um mantra!

    Parabéns pelos seus textos.

    Grande abraço!

    esseeomeurespirar.wordpress.com

  2. sua fraqueza é pura ignorância, supere-se!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: