Simão, o playboy ancião

Era uma vez um homem chamado Simão. Simão era conhecido na cidade onde vivia, todos o conheciam como o "Playboy Ancião"… tudo aconteceu aos 39 anos… depois de ter sido chamado 2x(!!!!) por "tio" numa mesma noite por 2(!!!!) crianças diferentes… NOSSA!!!… aí… bom… resolveu entrar na crise da meia-idade.
 
"Til Ximão, eu telu um piuito di papai-iéu" e ouvindo sua PRÓPRIA sobrinha o chamando assim saiu em disparada pensando no quanto já estava VELHO (!!!!). "40 ANOS!" e ele só conseguia pensar em 3 coisas: 1. Prolongamento de pênis; 2. Implante de cabelo e 3. Clareamento dentário, tudo isso associado à academia da moda, prática de algum esporte radical, mudança nas vestimentas e utensílios em geral, inclusive automobilístico.
 
Ele não queria ter preocupações, elas traziam rugas e o Renew já pesava no orçamento. Então, ele fez tudo acontecer de forma bem prática…
 
1º Simão se divorciou daquela mulher que colecionava sardas e que passava o dia inteiro arrancando os cabelos brancos com pinça… que saco ela era, odiava aqueles peitos que resistiam cada vez menos à gravidade… também ficou bem distante dos filhos, à medida que cresciam a preocupação piorava… o melhor mesmo era arrumar uma namorada à beira da pedofilia, 19 anos já estava bom, dentro da lei, toda durinha, no máximo o que atrapalharia eram os acnes. E Simão conheceu Marilenilce, uma estudante do supletivo fundamental. 
 
O 2º passo foi se desfazer daquela casinha branca de varanda, com quintal e uma janela que fora ninho de amor há tempos atrás… não, queria um loft duplex no centro com móveis de couro, decoração clean e escadaria branca. tudo bem macho-macho-man, o ninho agora seria toca de sexo selvagem. Nada de Palio Weekend nem nenhum carro do tipo família-feliz-num-sítio-sirilepe, não, a onda agora era um AudiTT só pra Simão e Marilenilce curtirem nas alturas os últimos hits de Beyonce… Carpenters e Roberto Carlos já tinham ido pro lixo "isso é coisa de velho!" esbravejava.
 
Pronto, feito isso faltava pouco para o título de playboy ancião se consolidar. Era visto nas baladas mais teens da cidade. Vestia roupas da moda de cores alegres, teimava em insistir no all star, que nele, tsc tsc, realmente não combinava. Achava que estava construindo um look fashion e totalmente inovador e que seu ar "jovial" contagiava a todos… Na realidade Simão tinha um bafo de Corega que deixava qualquer ambiente desastroso… dançava feito mula manca e ainda teimava em rodopiar jaquetas nas boates. Contava causos da infância e deixava a galera encucada quando dizia que o pai deixava ele na escola pela "Tito Franco, vindo ali pela São Jerônimo" e só pra piorar dizia que tinha que "ir lá embaixo comprar uma fazenda p/ mãe". É Simão se denunciava mesmo.
 
O tempo passou e depois de 25 plásticas, 14 infartos, 2 milhões de coquetel Viagra+Levitra e aproximadamente 59.874.982 chifres de namoradas Simão se mantém o Playboy Ancião mais solitário daquela cidade… é que depois de tantos golpes da thurma e das gatinhas ele acabou falido e agora sofre tentando colar seus dentes com Super Bonder. Adoro quando o ouço se gabar por aí sobre a lição de vida que deixou à todos… valeu Simão… eu gostava mais quando você era simplesmente o fantasma trapalhão…
.
.
.
.  ÊêÊêba! O Natal tá chegando! Faltam 7 dias!

Publicado em 18/12/2007, em Comportamento. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: