O Nível de Folosidade e a Articulação Sonora Imprevisível

 
A semana começa bem divertida com um bate-papo sobre o "Nível de Folosidade", resultado de uma reflexão conjunta com minha assessora para Raciocínios Obtusos, Ângela – nome fictício para preservar a identidade e a integridade da referida – que de Anjo – RESSALTO – não tem nada.
 
É comum a ocorrência de gafes toscas que ocorrem entre quatro paredes. Ocorre que estas, geralmente, se mantêm camufladas, no ínfimo dos confins obscuros das recordações mais íntimas e secretas… mas aqui, neste espaço de Segredos Universais, estes mistérios se revelam livres das amarras sociais que limitam a expansão do que há de mais vergonhoso no âmbito imoral. E aí – lógico – baseadas em depoimentos dos mais diversos de toda a humanidade é que trocamos as impressões mais curiosas acerca do Nível de Folosidade.
 
A discussão girava em torno da Brisa Vaginal (até então desconhecida por nós, moçoilas grampeadas). Este tipo de sopro resulta em situações constrangedoras onde o casal entreolha-se e rapidamente pensam "Se eu ri estraga o clima" daí ignoram a zoada bizarra que estremece os beiços inferiores e continuam o nhec-nhec. É importante ressaltar que o som articulado é proporcionalmente direto ao Nível de Folosidade. Ou seja, em poucas linhas, quanto mais alto o barulho, mais foló está a perereca.
 
O tal Nível de Folosidade vai determinar o passado da criatura. Se já liberou geral o sopro é mais pra ronco de barco, podendo, inclusive, articular sons que assemelham-se aos nomes dos parceiros. Existem também, as de nível tão avançado que a Folosidade já desenvolveu a musculatura ao ponto de conseguir tragar e soltar fumaça de fumo variado, é sério. Imagine uma piriquita com um charuto, soprando e soltando… juro, existe, o YouTube que o diga. Existem ainda as: Folosidade Pós-Parto, Folosidade Nem-Carneirinho-Dá-Jeito, Folosidade Era-uma-vez-um-Períneo, dentre outros tipos, todos relacionados à musculatura do assoalho pélvico (leia-se: pacota frouxa).  
 
O desafio levantado durante a discussão das pseudo-sexólogas girava em torno de como aconselhar as colegas com relação à este assunto para assim conseguir reagir aos "blofths" emitidos na Hora H de forma sexy e elegante, a conclusão a que se chegou foi uma alternativa musical p/ abrandar o estrondo. Este recurso leva em consideração trilhas sonoras, bem como, gemidos estridentes (berro) que simulem um alto nível de prazer alcançado. Dessa forma, presume-se que a ressonância da ventania articulada poderá ser camuflada (Receita válida somente para as que ainda não estão expelindo órgãos). No mais, qualquer grande problema, mande o mini-peru pra puta que pariu e saia cantando o bregão "quem vai querer… a minha periquita… a minha periquita… a minha periquita…" em busca do cara-metade equino.
 
.
.
.
 
Obs: Não temos acervo suficiente em nossas pesquisas para garantir um próximo artigo, consultaremos um maior número de fontes p/ que seja elaborado o artigo O Nível de Folosidade Anal e a Resultante Solidificada Imprevisível (cheque).
Anúncios

Publicado em 24/09/2007, em Segredos Universais. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: