No Pará Clube…

Estava navegando pela Internet quando me deparei com um site maravilhoso que roubou minha atenção por uma boa parte do tempo no meu trabalho… http://www.memorychips.com.br, mais um desses sites que falam sobre recordações, lembranças, memórias, no estilo http://www.recordacoes.anjosoft.com.br/, http://www.infancia80.com.br/, http://www.saudadedos80.blogger.com.br/, etc. O bom da Internet é que ela preserva esses registros, não sei para você, mas para mim é um verdadeiro tesouro virtual.
 
Me deparei com uma daquelas recordações relacionadas à publicidade, mostrava uns anúncios de picolé Gelato, Kibon, Yopa… em segundos me peguei com o olhar perdido, me sentindo em outra dimensão. É que rápido eu lembrei dos tempos de clube, quando a mamãe e eu íamos pra piscina aos domingos, curtir o calorzão, só nós duas.
 
Esse papo de clube. Houve um tempo que era no Monte Líbano, depois conseguíamos cortesia para o Pará Clube, essas coisas são caras. Só depois de grande é que conseguimos título de Remo, depois de Neópolis… vacas gordas… Assembléia Paraense??? Não, pera lá que a vaca também não era obesa… bom, nos últimos tempos andamos filando uns convites para a AABB mas hoje em dia nem cortesia, nem convite, nem nada… piscina só no quintal de casa, uma de plástico de 500L que mal cabe meu irmão… MAS, as vacas vão engordar de novo, se Deus quiser… rs.
 
Então, lembro que era uma verdadeira tradição. Chegávamos, trocávamos de roupa. De maiôzinho e tudo eu enchia meu par de bóias para usar no braço. A mamãe molhava um bocadinho dentro delas, passava aguinha no meu braço e colocava aquele trambolho em mim. Entrava na água com todo o cuidado do mundo e 2 minutos depois eu dava um jeito de tirar as bóias rs, coisa chata bóia. Daí eu fazia amizade com a primeira criança que desse ibope, pouco carente… jogávamos tampinha de refrigerante lá na parte funda e apostávamos quem recolhia mais… tibum… e lá estava eu me divertindo na água… adoro piscina até hoje, deve ser coisa de baleia mesmo… rs. Então, lá vinha a mamãe "filhaaa, vem comer um pouquinho…" e lá estava uma bata-frita maravilhosa, coxinhas, quibes uma Mirinda e uma Pepsi… tudo de bom. Comia e saía correndo para brincar no parquinho, caía e me ralava, como de praxis, voltava pra água e me aquietava. Logo já era 17:00h, e estava na hora de ir. E sabe o que acontecia na hora de ir embora? Com o clube quase seco só uma coisa estava funcionando… a barraquinha de picolé!!! E lá eu me fazia, ganhava sempre um picolé chamado Fura Bolo, não esqueço disso nunca! A mamãe toda bronzeada chiquérrima, eu feliz da vida, adorava esses dias de clube. Voltava dormindo… de taxi ou no bonde a moleza batia forte!
 
Puxa, queria voltar àqueles tempos de clube, de infância… queria mesmo, tanta inocência, tanta alegria, os Domingos eram maravilhosos… hoje em dia acho Domingo um dia tão chato, acho que porquê me lembra logo a Segunda-Feira… e Segunda-Feira é um dia uó. Ai, ai… saudosismo… pra variar.

Publicado em 28/09/2006, em Recordações. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: