O CARALHO do Mundo Cão…

AHHHHH! Que mundo cão, ÉGUA! Pessoas por aí, nadando em rios de dinheiro, sovinas, muquiranas. Tudo bem, eu não posso reclamar de barriga cheia. Certo, não me falta nada, casa, comida e roupa lavada. Lazer aos fins de semana, presentinhos surpresa. Mas, tem uma coisa que eu tenho verdadeira repulsa e preciso reclamar: Injustiça. Para ser mais direta, tomemos como exemplo as pessoas que não valorizam o trabalho alheio.
O trabalho é uma atitude nobre de pessoas que estão dispostas a contribuir de alguma forma, com esforço próprio, para o crescimento de alguma coisa ou de alguém. Uma professora que se mata de dar aula, se esguela toda, e dá a melhor aula, diga-se de passagem, para ter o reconhecimento dos alunos bem como o reconhecimento da escola, e esta se privilegia do reconhecimento lá fora, reconhecimento, geralmente, generalista: A Escola é que presta. RE-CO-NHE-CI-MEN-TO, nem sempre somente MORAL, mas reconhecimento de todos os tipos. Principalmente, lógico, financeiro. Já que este, reflete o reconhecimento moral, é assim que eu penso. Afinal de contas não adianta dar um aumento pro cara porque ele é bonitinho, ou porque aquela moça é simpática, tem que ser porque a pessoa de alguma forma é O CARALHO.
Pra ser O CARALHO do mundo cão é preciso do quê? É preciso de dedicação, suor, competência, responsabilidade, compromisso, pontualidade, honestidade, lealdade, educação, cosncientização, treinamento, profissionalismo, solidariedade, empenho, superação, comprometimento, criatividade, inovação, humildade, organização, qualidade, seriedade, caráter, boa-índole, ética política, entusiasmo, persistência, autonomia, sacrifício, dedicação, dignidade… DIGNIDADE. Ao mesmo tempo em que se pode ser digno para ouvir e abraçar com humildade uma crítica, uma nota negativa, mesmo que esta venha simplesmente providenciar o aparecimento mais rápido da média alta… de-se ser digno também para “se valorizar-se a si mesmo próprio”.
Me parte o coração ver aqueles artistas de rua fazendo arte com as coisas mais absurdas possíveis sem uma oportunidade de crescimento sequer… eu imagino logo aqueles tipo que se metem a querer dar um de pintor, escultor, cantor, etc. se metem a fazer qualquer coisinha e pof! estouram na Midia, tudo porque são pessoas da Hight Society… bando de patrícias e mauricios asquerosos, filhinhos de papai, desgraçados que compram talento… enquanto eu vejo a musicista ralando pra lá e pra cá, uma potência, um talento em pessoa e nenhum Richard Clayderman  pra descobrir a pobre desgraçada que continuará sendo explorada por beatas desesperadas em busca de alguém que toque no batizado da cumadre.
Que mundo cão. Já ouvi falar que cão que ladra não morde… calúnia! Cada vez têm me arrancado pedaços e me mutilam pouco a pouco um esquartejamento doloroso nesse mundo publicitário. Amo a minha profissão, viver de layout, desenho e arte, é isso, é exatamente o que eu escolhi para a minha vida inteira, cada trabalho é um desafio que curto como uma aventura na natureza, é lindo, os passarinhos assoviam…  MAS, às vezes, que inferno… é como escalar uma montanha com os mais sofisticados equipamentos, se ralar todinho nas rochas, se arriscar e quando chegar lá no topo… perceber que… tinha um elevador camuflado pelo meio… e ninguém avisou. É frustante, brochante, desestimulante. O cliente encomenda e some; leva a arte e não paga; diz que vai paga e já era. Produz sem avisar; chora desconto; Chora miséria; CHORA CARALHO! Porque chorando se foi, quem um dia só me fez chorar…
Anúncios

Publicado em 26/09/2006, em Desabafos. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: