Lápis de Cor

 

Ontem ocorreu mais uma Cerimônia Especial de Repasse. Meu irmão herdou uma das coisas que eu fazia questão de preservar: minha coleção de lápis de cor. Depois de Lego, miniaturas de Kinder Ovo, Playmobil, alguns jogos, vídeo-game, gibis, coleção de Tazo’s e alguns brinquedos, mais de 5 caixas de lápis de cor foram repassadas. Lápis aquareláveis, fosforescente, com purpurina, comuns, cores cítricas, giz de cera… enfim, todos saíram da minha escrivaninha e foram presenteados, sem drama, choro ou tristeza – snif.

O Davi, feliz da vida, fez questão de aproveitar bastante e coloriu quase todo um livro de pinturas que ganhara do vovô. Eu, no meu protecionismo (para com os lápis rs), apontei todos e misturei tudo num pote plástico dispondo tudo de maneira confortável para melhor manuseio e passei horas colorindo Pinóquio e Gepeto numa briga incansável:

Eu: Bora Davi, pintar direito, dentro do limitezinho aqui… olha, o short dele vai ser azul…
Davi: Nããããão, mas eu quero que a cara dele seja veeeeerde…
Eu: Mas onde já sei viu cara verde?
Mamãe – lá da cozinha: DANIEEELLAAA… NÃO LIMITA A CRIATIVIDADE DO TEU IRMÃÃÃO 

O cheirinho de lápis de cor ou giz de cera é mágico para mim. Sério, é a maior liga. É como se eu me transportasse para aquelas saletas de maternal e se formassem imagens na minha cabeça: guache, aventalzinho, massa de modelar, pincel, cola colorida, apontador com depósito, canetinhas hidrocor (do tipo Playcolor), lápis com borracha removível na ponta, tesourinha… era tão gostoso.

Lembrei saudosa agora daquela propaganda da Faber Castell com a trilha de Toquinho… "Numa folha qualquer eu desenho um sol amarelo… E com cinco ou seis retas é fácil fazer um castelo… Corro o lápis em torno da mão e me dou uma luva,  E se faço chover, com dois riscos tenho um guarda-chuva."

Uma animação linda pode ser vista em http://www.mundodacrianca.com/experimente.htm#, 2º lugar do Anima Mundi e vencedor do Liv Ullmann Peace Prize.

Publicado em 21/09/2005, em Recordações. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. Oi, Dani Baby!Impressionante como os seus posts ultra-mega-hiper-flash retrô me fazem relembrar a minha infância. Rsrsrsr… certamente, você foi uma criança feliz… assim presumo!! Kkkkkkkkkkkk… Eu também aprontei poucas e boas. Mas o que me deixa mais extasiada é a tua capacidade histórica de guardar coisas como lápis de cor, e relatar, com riqueza de detalhes, todas as texturas, cheiros, sensações da infância!! Kkkkk… beijão…OBS: A bola tá na mala do meu carro… rsrs… sei que a sua monografia é amanhã… ! Boa sorte! =]OBS 2: Quase caí na tentação de dar tua bola pra um moleque na rua, mas vou esperar mais um pouco!! Kkkk… até comentei com a Carol sobre isso. BJão!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: