Castigos

Eu leio gibi desde que aprendi a ler. As horas mais comuns de eu estar com um na mão: 1. Enquanto como; 2. Antes de dormir; 3. No banheiro. Sou simplesmente viciada. Lá em casa tem mais de 2.000 revistas em quadrinhos, sem exagero. Revistas modernas da Turma da Mônica, Disney, Cartoon Network… relíquias como Zero, Turma do Arrepio, Seninha, Família Dinossauro, Esquadrilha da Fumaça, Hanna Barbera, Tom & Jerry, Pica-Pau.. etc. Ontem, só pra variar, eu estava lendo uma historinha no Almanaque do Cebolinha. A Mônica dizia para o Cebolinha que era para eles se comportarem senão o pai dela viria e os colocaria de castigo em um banquinho de frente pra parede! Que coincidência, os anos passam e os castigos não mudam! Igualzinho o papai fazia quando eu era criança… e logo vinha o vovô ou a vovó e me tiravam (rs), será que foi mimada?

Eu vi minha infância inteira num piscar de olhos… na realidade, os castigos! Você era uma criança serelepe? Porque, minha nossa, eu não sossegava. Como hoje, eu era uma criança de extremos. Tinham momentos (raros) que eu precisava ficar só (brincando de Lego, vídeo-game, quebra-cabeça), mas na maior parte do tempo eu estava no meio da galera na rua, e o pior, eram várias turminhas. A mamãe sofria. Eu nunca apanhei APANHAR mesmo… eram uns puxões de cabelo, uns beliscões, tapinhas, sandalhadinhas, empurrãozinhos… mas nada peso-pesado. O meu drama que era incrível.

– DANIELLA, PASSA PRA DENTRO! JÁ TÁ CORRENDO DESCALÇA, NÉ?! BORA! ENTRA AGORA!
– Ah mããããe… só mais um pouq…
– PASSA LOGO PRA DENTRO! E PASSA AQUI PELA MINHA FRENTE!

Eu já sabia que ia pegar alguma porradinha… os coleguinhas lá… olhando…

– BORA, QUER APANHAR NA FRENTE DE TODO MUNDO? CADÊ TUA SANDÁLIA?
– Lá… no garrafão…
– VAI BUSCAR LOGO E ENTRA, BORA E PASSA AQUI, PELA MINHA FRENTE!

Era rápido que eu me jogava no chão de casa e começava com o pranto. Lá vinha a vovó…

– Não faz isso com a bichinha… olha, ela já se arrependeu né Dani? Vai tomar banho agora pra tomar o leite, né?

Hahaha protegida! Urrul! Iupi!!! A mamada era boa… mas quando não tinha vovó… nem vovô… já era. Eu apanhava bacana e ainda ficava de castigo… sem mesada, sem vídeo-game, sem rua, sem telefone… e não podia desabafar!

– MENINA MALCRIADA! – vlapt vlapt -> Havaianas
– Snif… snif…
– E NÃO CHORA! BORA, ENGOLE ESSE CHORO! BEBE ÁGUA! VAI DOMIR CEDO HOJE!

Ai, ai… u”ó” essa parte de ser criança.

Publicado em 13/09/2005, em Recordações. Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk…. cara, to com a barriga doendo de tanto rir. Até eu que era uma criança "doentinha" passei por estes momentos. E pior, eu não era capetinha como vc pareceu ser, não! Rsrsrs… Baby Eguchi, simplesmente pra mim vc é mitológica! Como pode??? UM ser que guarda tudo o que há de bom da infância ( Gibis!! Yes!! ), adora filmes infantis e relata uma boa PEIA sem ter medo de ser feliz, pra mim é mitológico! Hahahahah… parece que o mesmo filme se repetia pra todos nós! O mais engraçado era o jeito de apanhar. Cara, eu sempre apanhava por brigar com o meu irmão ( ele é mais novo )… ele roubava minhas canetas e eu ficava injuriada. Sabe o que é uma criança soltando fogo pelo nariz? ERa eu. Não por causa da caneta, mas pela cara de santo que ele fazia quando eu ia reclamar pra mamae. E ela não averiguava os fatos. Simplesmente deixava pra lá. Perguntava: "Não é dele não? É sim, não tem o seu nome". Era porque ele tirava o nome de dentro do cano. E tu pensas q a mamae comprava outra? Nunca no Brasil. Éeeeeeeeeeegua muleque, eu voava pra cima dele. E quando dava fé, lá vinha a mamãe. Ele chorava logo e apanhava menos. Mas eu, eu levava as lapadas. Nem uma lágrima. Nem uma cara de dor. A mamãe ri quando a gente fala nisso hj. Eu apanhava, apanhava de tamanco. E depois ia pro banheiro esfriar o couro. Lá, debaixo do chuveiro, eu chorava com a mão na boca, pra nao deixar escapar um gemido ( será que era ruim??? )… rssrsrs A mamãe só veio a saber disso porque uma vez abriu a porta do banheiro e me viu naquela situação… só veio me dizer que viu quando eu já era adulta, há uns 5 anos atrás… kkkkkkkkkkk… BJos, Baby Without Ball.

  2. "Engole o choro" é clássico!Aaaaaaaahhhh muleeeeeeeeeeeeeeeque! Avaiana de Pau nele! 😀 Conhece as Avaianas de Pau? :DBeijos!

  3. Eu dava nó em pingo d\’agua, tocava fogo no mundo, pintava o sete e escondia o resto da tinta…Era teimosa, rueira, sapeca, levada, atentada, cheia de manha, não tinha medo de apanhar e não chorava nem sob tortura!p.s. Apanhei que só cachorro… talvez seja por isso que me introvetir tanto @@Um beijo!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: