A Carne é fraca…

 

Daí a gente descobre que a carne é fraca, aprende que tudo na vida não passa de planos e promessas. Chega um dia em que percebemos que é difícil mudar, se renovar, se reciclar (…) ao mesmo tempo, aprende que é uma necessidade vital passar por estes estágios.

Palavras como nunca são, geralmente, mal aplicadas e sendo responsáveis por delimitações, determinadas vezes, desnecessárias. Tentar já é válido, merece palminhas. Tentar já é uma briga que se trava com um ‘eu’ inconsciente. Essa briga é obrigatória, o famoso duelo entre Razão x Emoção. O nunca está no limiar desta confusão. É a linha do perigo que se cruza, se arriscar pode siginificar morder a língua.

Mas, eu já percebi que isso se chama viver. Já deu pra eu entender que viver é se impor limites, e ao mesmo tempo ultrapassá-los. É fazer promessas e quebrá-las. Planejar, sonhar, cair na real e se desiludir. É perceber que nada é 100%, como nada é 0%. Em poucos 22 anos de vida, eu já entendi que o ser humano é tão complexo quanto a vida que ele escolhe levar.

 

Anúncios

Publicado em 04/07/2005, em Comportamento. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: